Não paguei a fatura total de cartão de crédito e agora?

Deixar de pagar a fatura total de cartão de crédito, pode ser um grande erro, pois, quem se deixa levar pela facilidade de pagar apenas o valor mínimo, entra automaticamente em um esquema de crédito rotativo que gera juros muito altos e pode acarretar prejuízos inimagináveis.

Sendo assim, antes de pensar em parcelar a fatura, tente encontrar outras alternativas para efetuar o pagamento, evitando cair em armadilhas desnecessárias que podem influenciar no endividamento, além de comprometer o orçamento.

Lembre-se que a prioridade deve ser sempre usar o dinheiro com muita responsabilidade e disciplina para não se atrapalhar e conseguir manter o orçamento equilibrado.

Quais as formas para amenizar as consequências por não pagar a fatura de cartão de crédito?

Se considerarmos que, cada agência tem uma forma específica de elaborar as taxas de juros referentes a valor total do cartão de crédito, conhecer as cláusulas do contrato acaba sendo essencial para evitar problemas.

Até porque, como existem poucos casos em que parcelar a fatura total de cartão de crédito vale a pena, é preciso buscar informações sobre esse recurso, visando priorizar o seu apenas quando acontecer algum imprevisto ou emergência.

De qualquer forma, se pagar o valor total do cartão de crédito se torne algo impossível e o parcelamento seja necessário, é importante seguir algumas regras para amenizar as consequências desagradáveis que isso pode trazer.

Portanto, quando o assunto for parcelamento da fatura total de cartão de crédito, lembre-se dê:

  • Não se deixar seduzir por um parcelamento extenso como o de 24x, até porque, quanto mais tempo você levar para quitar a dívida, maiores serão os juros, então a melhor opção é analisar o orçamento e tentar reduzir o número de parcelas o quanto for possível.
  • Desconsiderar a utilização de um novo cartão de crédito para pagar a dívida de outro, pois, isso seria como trocar de problema e no fim só aumentaria o prejuízo.
  • Tentar renegociar o valor da fatura total de cartão de crédito direto com o próprio banco, porque assim fica mais fácil conseguir entrar em um acordo para que às duas partes envolvidas sejam beneficiadas, diminuindo a dor de cabeça causada por tanta burocracia.

Depois disso, consequentemente será mais fácil manter as contas equilibradas, porque quando há um planejamento antes da utilização de qualquer recurso financeiro, o descontrole causado por não pagar a fatura total de cartão de crédito pode ser revertido tranquilamente.

Dicas para utilizar o cartão de crédito sem se endividar

Para não se endividar e consequentemente enfrentar problemas na hora de pagar a fatura total do cartão de crédito é preciso ter muita responsabilidade ao lidar com dinheiro, assim as circunstâncias estarão sempre favoráveis aos seus interesses.

Por isso, quem quer ter mais liberdade financeira e pretende evitar problemas em relação à fatura total de cartão de crédito deve seguir algumas dicas para aproveitar melhor o seu dinheiro, como:

  • Fazer um planejamento;
  • Exercitar o autocontrole;
  • Preferir comprar à vista;
  • Estabelecer prioridades;
  • Não abrir mão do bom senso;
  • Consultar o saldo disponível com frequência;
  • Revisar todos os gastos;
  • Entender de onde vem as dívidas;
  • Ter um limite de crédito condizente com o próprio orçamento.

Dessa forma será possível ter o cartão de crédito como um aliado para manter a estabilidade financeira e evitar comprometer a renda ou ter surpresas desagradáveis.

Considerações finais sobre o assunto

Para estar sempre em dia com o pagamento das suas dívidas, antes de fazer uma conta é importante analisar todos os fatores que isso pode gerar, visando não precisar recorrer a medidas drásticas que apenas camuflam o problema temporariamente ao invés de resolve-lo.

Lembre-se também que pagar a fatura total de cartão de crédito deve ser sempre uma prioridade, diminuindo o impacto negativo que tal inadimplência pode causar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *